Saiba mais

O Projeto Edupi consiste em um ecossistema desenvovido pelos pesquisadores do Grupo de Estudo e Pesquisa em Inclusão Digital - GEPID, onde a partir da placa Raspberry Pi foi criado um ecossistema com ambientes de programação de computadores e robótica voltados para diferentes idades e níveis de conhecimento, todos com tutorias explicativos que vão desde o mais básico até situações mais complexas da linguagem.

O projeto tem como base a utilização de um dispositivo denominado EduPi - onde “Edu” se refere à palavra educação e “Pi” à placa Raspberry Pi - que consiste em um ecossistema, todo baseado em softwares e hardwares livres, a ser disponibilizado a estudantes de escolas publica e comunidades carentes, afim de estimular o aprendizado de programação e robótica, por indivíduos que normalmente não possuem as devidas condições de inserção nesse tipo de aprendizado.

Para a construção do protótipo, foram utilizados os seguintes recursos de hardware: uma placa Raspberry Pi, um cartão SD e uma impressora 3D. A primeira versão do EduPi está equipada com o modelo Raspberry Pi Model B Rev 1. O cartão SD, com 16 Gigabytes, foi utilizado para o armazenamento do sistema operacional e dos dados, onde ¼ do seu tamanho está sendo utilizado para o sistema operacional, programas e tutorias embarcados.Por fim, a impressora 3D foi utilizada para a impressão da caixa de proteção dos componentes do manuseio intenso e para o transporte do dispositivo.

Soluções Embarcadas

A fim de se configurar como uma plataforma completa para o aprendizado de programação e robótica, em diferentes níveis de complexidade para que o mesmo dispositivo possa servir a diferentes perfis de usuários. As soluções embarcadas disponíveis no sistema do aparato são: Arduino IDE; S4A (Scratch for Arduino); New Prog; BotLogic; Scratch; KidsRuby; Python 2 e 3; CodeBlocks; Geany; e Wolfram.

Os critérios para escolha dos ambientes de programação foram os ambientes disponíveis para o hardware do Raspberry Pi e para o sistema operacional Raspbian, de fácil usabilidade e que proporcionam aos usuários a possibilidade de aprender a programar de maneira fácil e intuitiva. Todos os ambientes possuem tutorial explicativo que serve de guia para aprendizagem. Para os testes dos ambientes, utilizamos exemplos simples que possibilitaram a validação de todos os recursos dos mesmos.Outro ponto, referente à acessibilidade, é a possibilidade de utilizar um teclado virtual, para que, mesmo na ausência do teclado, possa será utilizado somente um mouse. Além disto, está disponível também o pacote de escritório LibreOffice e navegador para acesso a internet.

Galeria de Fotos